Comentarios en: Reflexons sobre a manife deste domingo http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/ "Si eu fixen tal mundo, que o demo me leve" Fri, 24 Jan 2014 21:50:42 +0000 hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.1 Por: odemo http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58951 Wed, 28 Oct 2009 19:30:18 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58951 Um: Assinala pouco nível dialéctico empregar um argumento ad hominem circunstancial.

Se eu tiver algum tipo de rancor pessoal – afirmaçom afastada da realidade: o meu afecto ou desafecto por esses grupos é consequência de factos como os expostos – isso nom invalidaria em absoluto a minha opiniom .Os argumentos tenhem valor per se , independentemente de quem os formule.

No texto fixei umha valorizaçom singela e estruturada na que se qualificam de inapropriados os actos observados na manife de Galego Sempre Mais. Eu os considero inapropriados nesse cenário; aliás incorrectos em quase toda circunstância, embora nom seja essa a mensagem que queria transmitir, e achego argumentos que justificam essa opiniom. O facto engadido de muitas pessoas concordarem – tanto nos comentários neste humilde blogue como em conversas pessoais – confirma nom o facto de termos razom, mas de que existe esse descontento polas actuaçons referidas.

Se quere desacreditar o meu comentário argumente. Explique-me em que marco ético é defendível o uso dumha manifestaçom plurar para realizar essas acçons, como de válido é empregar como escudo a pessoas que de primeiras concordam em marchar com o sujeito e depois som utilizados por este para fines espúrios. Olhe que já nem procuro umha defesa da violência de baixa intensidade como arma social útil.

Para rematar insisto. Que importa os meus imaginados desafectos ou a minha presença e companha essa noite para a que me pede alibi? Permita-me pressupor que me conhece pessoalmente, ou está informado dalgumha maneira – polo que vejo errada – sobre as minhas circunstâncias pessoais. Entenderá que sendo assim resulte ofensivo ter que dialogar com umha pessoa que adopta essa posiçom de vantagem: você sabe quem sou eu, mas eu nom sei quem é você.

]]>
Por: Um http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58950 Wed, 28 Oct 2009 16:52:01 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58950 Caro Fer,
Nom podes misturar os teus rencores pessoais e as valorizaçons políticas, ou nom lembras onde estavas tu a noite do 24 de Julho?.
Apertas

]]>
Por: odemo http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58920 Fri, 23 Oct 2009 12:04:44 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58920 Iago Por definiçom a reacçom acompanha umha acçom, e na história política todo movimento reaccionário que pode ser qualificado de tal existe como contraponto a um movimento de progresso.
Acho errada a tua consideraçom, porque a minha postura nom se enfronta com um movimento de progresso, aliás com nenhum movimento. As acçons que criticamos, vazias de conteúdo, fondo, propósito som polo tanto inertes.

]]>
Por: suso http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58919 Fri, 23 Oct 2009 11:31:53 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58919 Bravo, Fer! És um valente! Eu, quando era mais jovem, também era assim! 😉 Obrigado e parabéns! 🙂

]]>
Por: Iago http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58916 Thu, 22 Oct 2009 19:54:38 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58916 Indudabelmente ista é umha crónica reaccionaria da manifestaçom

]]>
Por: Galeguzo http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58915 Thu, 22 Oct 2009 19:48:11 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58915 O Demo: não te metas com o cartaz, que conheces o autor (ou será por isso? :D). A mim pessoalmente não me desgostou, e suponho que para gostos… 😉

]]>
Por: odemo http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58913 Thu, 22 Oct 2009 12:22:17 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58913 Galeguzo Exactamente. Se bem há manifestaçons “transversais” que podem englobar todos os aspectos dumha construçom nacional (língua, independência, ecologismo…) como pode ser a do próprio dia da Pátria, é dumha falta de educaçom e formalidade ultrapassar o contexto de marchas mais sectoriais. Sem negar que todos esses temas estejam ligados, ou ao menos para mim, a gente adire umha manifestaçom em concreto e nom tem porque aturar essas saidas de tom.

bacalhau e olizinho Justo isso é o que nom teria que passar. O bloco laranja de GSM teria que se rumha opçom aberta, desde a óptica dos centros sociais e crítica com algumhas das propostas e autolimitaçons dos movimentos institucionalizados a prol da língua, mas nom o refúgio e escudo de radicais, porque como bem di o amigo galeguzo: reintegracionismo nom é violência. É mui importante que se exponha quanto antes essa diatribe: A força social acada-se integrando e normalizando, nom radicalizando a acçom. E isso nom quer dizer que se tenha que moderar o corpus do descurso (o monolinguismo social, a hegemonia do galego, a dimensom internacional da nossa língua, a denúncia do “bilingüísmo” como ferramenta de espanholizaçom…).

Desde a minha óptica os que som coma nós (racionais, com cultura política, ou com família, em definitiva os que construem em positivo) som a verdadeira maioria no seio do movimento normalizador reintegracionista e alternativo. Já é hora de soltar as âncoras dum passado atrapado em estrategias caducas e próprias dum cenário que nom existe.

Eu pessoalmente vou levar esta analise para a próxima reuniom de GSM, e aguardo que muitas pessoas também o fagam. E também aqueles que nom podem assistir que comuniquem o seu descontente à plataforma: info@galegosempremais.net

E já que estamos a ver se conseguimos que o próximo cartaz nom pareça um anúncio dum concerto de Melendi.

]]>
Por: olizinho http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58911 Thu, 22 Oct 2009 10:35:41 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58911 Como sempre, o exposto por O Demo parece-me totalmente razoável.
Eu tenho crianças e também nom gosto de que sejam misturadas com esta clase de pessoas; a esta mani nom as levei porque já sabia de antebraço que algo assim havia passar. A próxima, ham vir comigo, mas nom dentro do grupo que representa as minhas ideias, terei de ir diante.

Espero de todo o movimento reintegracionista que se faga o que O Demo está a fazer desde este blogue: denunciar que os violentos nom som representantes de mais nada que de eles próprios. Queremos galego, galego sempre e mais, mas nom galego escrito em pintadas nas portas dos bancos, e acho que se por esta gente for, esse havia ser o seu único futuro.

Saudaçons Demo!

P.S. bem podias cambiar o captcha e pôr um mais simples, que me vejo negro para poder comentar ! 😛

]]>
Por: bacalhau http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58908 Thu, 22 Oct 2009 02:08:39 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58908 Eu junto com vári@s amig@s reintegratas marchamos entre a mani de queremos galego por motivos obvios expostos neste blogue 🙂

]]>
Por: Galeguzo http://odemo.blogaliza.org/2009/10/21/reflexons-sobre-a-manife-deste-domingo/comment-page-1/#comment-58907 Wed, 21 Oct 2009 22:06:23 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1557#comment-58907 O Demo, a todo o que dizes eu só acresceria uma cousa: eram uns mal-educados. Já não só polo vandalismo material, mas também polo inteletual. Isto é, se estávamos numa manifestação pola língua, o próprio lema “in-de-pen-dên-ci-a” estava fora de lugar.

Éramos muitos os independentistas que quando saiu esse lema não lhes quisemos seguir a corrente, porque cada momeneot é para o que é… mas estes mal-criados também berravam o mesmo na manifestação de “Galiza non se vende” (de caráter ambientalista), em movilizações estudantis, etc. Não parecem diferenciar que cada contexto tem o seu texto… não lhes dá a cabeça para mais. Imagino que depois defenderem o “botellón” com argumentos de tanta profundidade como que se quer “criminalizar a juventude rebelde” (???) pois explodiram-lhes os neurónios e pronto.

Alguém dizia (O Demo?) “não são independentistas, são parvos”. Eu complemento: não são rebeldes, são mal-educados.

]]>