Category: Blogomilho

Quin.TV ou como eu nom entendo rem de rem

Que nos quere dizer Quin com isto?

Que nos quere dizer o BNG com essa campanha de culto ao lider?

De verdadeo comunicado do Bloco compara-o com Obama?

E o Bloco… o Bloco é tal ou o partido de Quin?

Nom existem mais tópicos na política deste país para o videoblog -nenos, velhos, paparotas, gaiteiros, manife do 25- ?

Se o envelope é moderno -videoblog- o conteudo e o contexto já nom é tam criticável como quando o PP?

Eu nom entendo nada, rem de rem. Estarei abducido pola personalidade que trasfunde Quin desde o ecrám. Virgensanta.

P.D.: Apostamos que um dos próximos vídeos é numha galescola?

Reflexom após o cha e coa bateria do portatil ao 5%

Mui boa ideia o do mapa das zonas wifi na Galiza, mas… sou o único que notou que desde há uns meses os bares que tenhem wifi retirarom ou desligarom da corrente as suas tomadas, de jeito que nom podes carregar o portatil? Crise?

A escuitar:

Este blog já tem três anos…

Reparei hoje que este blog cumpliu hai dous dias os três anos de vida, com publicaçom quase continuada. Já ultrapassei, aliás tripliquei, a vida meia dos blogs – google diz que é um ano- e a morte do blogomilho todo. O normal nestes aniversários é reparar no muito que mudarom as cousas desde o primeiro post -até mudei a norma, para bem claro!- as boas cousas -como topar a pessoa coa que quero passar a minha vida- e as nom tam boas -muitas ou poucas segundo tenha o dia-  mas cuido que para isso está o histórial do blog.

Isso sim, em três anos nom conseguir fixar para que caralho tenho um blog. Escrevo o que me peta, sem muito critério nem muita uniformidade. Falo de ciências, das minhas tonterias pessoais ou de cine, língua ou literatura. E de muitos outros temas, repito, sem critério nem interno nem externo. E ainda nom sei como alguem pode perder o tempo a ler as minhas parvadas. Por isso cuido que agradecer aos meus poucos leitores o seu esforço -costante ou nom, isso nom o sei- para aturarem as minhas parvadas. Obrigado!

Google Bombing descarado

Visitem se podem o novo blog de Marta Rivera de la Cruz. Sim, de Marta Rivera de la Cruz, sim de Marta Rivera, Rivera de la Cruz.  É genial e mais divertido do que o “oficial”, e di as cousas mais claras…

E se gostam, recomendem este blog no seu próprio.

A verga de Quin…

Poderiamos pensar que Quin fala de tempos passados nos que a situaçom das espécies autóctones era melhor e sobravam os ramos verdes, em especial os do castanheiro ou do carvalho que se empregam para fazer cestos ou dumha melhor situaçom agraria no país, que empregava instrumentos mais tradicionais, e entóm sobravam os madeiros grossos que se levavam sobre a forqueta com a finalidade de colocar cordas, cabos, etc. ou os vencelhos de palha para atar os feixes. Também pode falar dumha navegaçom de tempos passados onde abundavam as perchas lavradas às que se sujeita a vela das dornas e outras embarcaçons. Ou podo estar exprimindo o seu descontento com a falta de interese do político conhecido polas suas vergas dos olhos ou sobrancelhas.Também pode ser que quixesse escrever o arcaicismo verba, e como o bê está mui perto do guê…

Nom sei se há outra opçom…

Estou de mundança!

Sorte que Xorna tem mui bom olho para os apartamentos, que eu nom tivem tempo para a ajudar muito na procura dumha nova vivenda para os vindeiros meses. Tenho muito que estudar, e pouco tempo para me conectar, assim que o blog está um pouquinho abandonado. Com sorte depois da mudança, e agora que os do serviço tecnico de mac amanharom o ecrám moribundo do meu ibook podo escrever um pouco mais nos minutos livres.
A falta de conexom e computadora foi a principal culpável da minha nom-colaboraçom no número deste mês do Pasquim, assim que perdo a oportunidade de ligar três meses seguidos de quadrinhos/textos meus numha publicaçom que recomendo. Aguardo que Suso e Gerardinho saibam perdoar esta falta!

E com um pouco de magoa observo que o meu Meme em Pelotas só foi continuado por Ghanito…

P.D.: O apartamento está mui bem!

Meme em pelotas?

-Mira tenho umha ideia re-vo-lu-cio-na-ria. Seria umha entrada nesto dos blogs sobre um tema algum tema, nom sei, a música da que mas gostas, a tua comida favorita, oito cousas que levarias a um congresso da UPG…  mas no próprio post incluirias umha listagem doutros blogs que teriam que respostar às mesmas perguntas ou temas e passar a obligaçom outros… e assim a cousa chegaria a todas partes! A que é genial?

-Mas… isso já existe… som os memes.

-Ah…. claro… bom… Mas os meus… seriam em pelotas! 

Modesto tem umha boa ideia… ou nom? Como fodemilho está um pouco morto (como o blogomilho, que já leva dous anos ou mais a feder) pode que um pouco de carne blogomilheira anime a Primavera (que nom quere calhar). Que vos parece umha compilaçom de post de fotografias “artísticas” dos blogueiros galegos? Que blogueiros queredes ver “mais profundamente”? Confesariades essa preferência convidando no meme? Oko e mais eu já saimos ligeiros de roupa, e vós?

[As fotos podem estar manipuladas, mas eu saio com todo o meu corpo nom-jeitoso]

Eu quero fotografia de ghanito, cesare, lourixe, besbellinha, ascarida… e também aquelas blogueiras (algumhas) que participarom na sessom de fotos artísticas e da sque nom darei nomes…

Em pelotas!

Se ela pom as imagens da sessom de fotos cochas eut também. Nom é o mesmo, já sei, eu nom tenho capacidade poética para ponher algo inteligente ou erótico no post, e a minha foto é menos sugerente ( e sou mais feio… e nom tenho tetas).

Nota: Foto tirada pola artista.

Nota 2: Nom ponho as fotos com menos roupa, que nom tenho corpo para essas cousas.

Nota 3: Já sei que nom estou em pelotas, só semi-nu. Consultar nota 2.

O meme dos regalos

Lourixe inclue-me no meme blogomilheiro dos agasallos , que neste blog reintegrata muda em meme dos regalos.

Agasalho s. m. (1) Acto ou efeito de agasalhar. (2) Acolhimento, amparo: andava sem agasalho polo mundo. (3) Afabilidade, solicitude: recebeu-os com agasalho. (4) Conforto, agarimo, intimidade: o agasalho de uma casa amiga. (5) Hospedagem [germ. -gót. gasalja].

A verdade é que nom gosto dos regalos nos aniversários -receber, que nom dar- e a gente que me fai presentes adoita acertar sempre. Ou eu sou mui fácil de comprazer. Assim que os únicos regalos horríveis que podo lembra som:

1.- Um amigo do meu pai cada ano -durante cinco ou seis- chegava à nossa casa com um jogo para a Play Station I. Era um bom presente, se no fosse porque tinha a pior mao para esse tipo de cousas. Os jogos mais horríveis, as imitaçons mais perralheiras e as temáticas mais marcianas. Nom era cousa nossa, de verdade, os títulos era o mais retro do catálogo da Play. Coido que umha vez regalou-nos um jogo do que o meu irmao gostou, um de manager de equipas de futebol. Porem era também mui perralheiro.

2.- Umha das minhas tias americanas -rara e maniática até para os estándares da minha família- tinha preparado um regalo horrível. Era umha colecóm de fotografias da família, com as molduras mais psicodélicas-decadentes da História. As fotos eram o 20% da superfície do objecto, e todas eram tamanho DIN4+1/2. As molduras eram de madeira-vidro-cunchas….

E para espalhar este meme: A jornalista do Partido, O jornalista do Grupo, a jornalista bilbaina,o jornalista que fai pais, e o jornalista que também fai pais (mas para o Partido).

XGN 2008!

Algo raro passa que Blogaliza que nom me quer publicar as entradas!

Bom, a ver se esta vai… enviada desde o Xuventude Galiza Net 2008, zona exterior que já estou mui velho para frikear três dias seguidos. A verdade é que nom vinhera nas ediçons passadas e tinha curiosidade. E como a minha santa está de repartidora de camisolas e bolsas no seu stand. Videoconsolas, jogos hincháveis, stands para fazer armário (Cinco ou seis camisolas levas para casa), robôs, conferências de senhores amáveis e claro… Meia blogaliza!

P.S.: E esta é a noite! Hoje toca chiki-chiki no Avante!