Category: Vida e milagres

Telefónica nom quer singels

relaçons

Liçons

129073725525350513

Criado com o editor de gráficas de GrapfJam 😀

Mono-temáticos

text4821

Sim, fôrom umhas vacaçons mui de sofá.

Porque nom saio tanto ultimamente…

cousas

Homenagem a Graphjam

Só respirar

O ar frio e húmido de Santiago tem algo de analgésico.

Por muito que tente racionalizar as cousas sempre há algo de dano que se filtra entre as capas. E depois de atravessar todos essa manga que o libera de toda a casca semántica chega mais afiado, puro, como umha essência de dano, sem matizes. Tenho calculado que tarda quatro minutos,  ou 120 passos o que chegar antes, em percorrer todas essas elaboradas estruturas. Suponho que se doe tanto é polo refinado que tem que sofrer: nom chegam as sensaçons originais, que som rebatidas, mas o espirito volátil do sentimento. Por isso parece que doe mais, porque som como um aromático que reage na máxima concentraçom contra a pele.

Com todo, parece que o ar desta cidade os expulsa. Está tam frio, tam húmido, tam carregado do balor do granito, as águas saturadas dentre as pedras, a podrémia vegetal que o enche de aromas -desses que se sentem quando o frio queima as narinas e o padal- que nom quere deixar nada dentro de mim. Assim que respiro forte até que o meu cérebro cristaliza, e sigo andando.

A dignidade paga-se em almagato

almax

A quarta soluçom

avelainha

A avelainha nom mira atrás quando voa. Costa-lhe.

Reorganizaçom | Simplificaçom

A verdade é que levo muito tempo sem actualizar o blogue, e muito tempo mais sem o actualizar de jeito regular.

A verdade é que poucos aspectos da minha vida fôrom mui regulares na última média dúzia de meses. Porém agora vivo numha casa nova, na que tenho toda a intençom de ficar por tempo, começo umha aventura laboral que se bem nom sei onde vai chegar sim que me trai ilusom. Também tenho umha opçom de ultrapassar algum dos problemas ligados com os meus estudos que me tenhem ancorado desde há tempo. A mais disto levo umhas semanas tentando organizar o anterior numha nova etapa mais simples, e cuido que vou ser quem. Assim que é mais que possível que este blogue recupere um pouco mais de vida, que nom de cordura.

Se calhar percevo o anterior dum jeito tam positivo porque a chuva voltou a Compostela. Porque podo ficar nas ruas a espera de nada a respirar ar limpo, húmido e frio.

A escuitar: Já não sou quem era de Os Humanos

Notas sobre a avelainha

[Premer para ver em grande]
abelainha1
Para nada ligado com feitos reais.

Lema da minha última semana…

sleep