O papanatismo nom conhece límites

Graças ao meu proveedor habitual de notícias, o senhor mourullo, conheço um novo nível de papanatismo monárquico espanhol. Já sabemos que, numha mistura de idolatria e promoçom, muitas instituiçons, fundaçons, prémios, hospitais, ruas, colégios, universidades, pontes e presas lavam o nomem dum membro vivo da Casa de Bourbon. É um usso interessado da convencençom social que fixa as homenagem desse tipo em vida como um feito escepcional pola categoria superior do sujeito. A multiplicaçom dessa homenagem tem o triplo objectivo de adular à casa real, fazer esta omnipresente nas referências diárias dos cidadans e também fixar a ideia de que realmente som dignos dessas honras. Como tantas outras vezes nom é umha consipiraçom, mas umha dinámica sistémica própria da mesquindade política espanhola.

Mas até uha manipulaçom tam cotiá tem momentos que ultrassam o límite do ruído de fondo do papanatismo geral: Seica um dos novos hospitais de Madrid leva por nome Hospital Infanta Sofia.

[Imagem da página web do Hospital]

Um Hospital que leva por nome o da filha menor do herdeiro da coroa espanhola. Umha criança dum ano cujo único mérito na sua curta vida é ser família do monarca reinante, embora o resto dos seus sanguíneos com idénticas e maiores homenagens nom acumulam mais  qualidades nas suas existências menos compridas.  Com só um ano de idade já tem um hospital -e seguro mais cousas- com o seu nomem,  sem ter feito mais nesta vida que nascer como um reposto por se algo impide que a sua irmá -ou um futuro irmam- herde o trono.

Conste que nom me estranho, pois nom é mais umha reviravolta da zugada de bastom régio que fundamenta o estado-farsa espanhol.  Mas… manda caralho!

  • By anhoacademico, Xaneiro 3, 2009 @ 7:13 p.m.

    Pois eu sim me surpreendim um pouco… às vezes já nom sei em que mundo vivemos

    Nom haverá pessoas famosas avondo às que dedicar um hospital?

  • By Galeguzo, Xaneiro 3, 2009 @ 7:22 p.m.

    Excelente o tom do artigo, amigo Fer. Realmente este facto é toda uma amostra de papanatismo…

  • By choutos, Xaneiro 3, 2009 @ 7:34 p.m.

    Eu é que sou mais da infanta de laranja

  • By odemo, Xaneiro 3, 2009 @ 11:16 p.m.

    anhoacademico: E a surpresa do destacado nom do estranho, cuido 😀

    Galeguzo: Ains! Nom me diga essas cousas!

    choutos: Os clássicos nunca, nunca, nunca, falham… XD XD

  • By choutos, Xaneiro 7, 2009 @ 4:49 p.m.

    Pergunta off-topic. Como fazedes para que saia o vosso avatar nos comentários?

  • By odemo, Xaneiro 7, 2009 @ 5:01 p.m.

    Duas opçons:
    1-Se tés conta em blogaliza e comentas com a conta activada sae o avatar que tés asignado a essa conta.
    2- Ter umha conta em http://en.gravatar.com/ que ligue com o teu correio.

  • By choutos, Xaneiro 7, 2009 @ 5:24 p.m.

    Obrigado odemo!

  • By GaleguzoProvando, Xaneiro 9, 2009 @ 3:45 a.m.

    Choutos: além do dito por Fer, no caso de Gravatar.com basta com que em cada mensagem tua lembres colocar o mesmo co-e com que estás cadastrado ali. Por exemplo, eu estou cadastrado (imaginemos) com o co-e fulanodetal@correio.gal. Pois bem, sempre que coloque esse endereço ao comentar aparecerá automaticamente o meu avatar, mesmo que assine com um nome diferente de “Galeguzo” (como no caso deste comentário).

    A que é fixe? 🙂

  • By choutos, Xaneiro 9, 2009 @ 9:27 a.m.

    É, mas isso de ter registo em tanto site é-che o caralho.
    Obrigado pela ajuda!

  • By GaleguzoProvando, Xaneiro 9, 2009 @ 9:16 p.m.

    Choutos: é certo que é uma caralhada… mas o bom de Gravatar (.com) é que não precisarás lembrar o nome de utilizador e a senha para desfrutares do seu principal serviço (o dos [gr]avatares)… apenas o co-e associado à tua conta! 😉

Other Links to this Post