O mal sob o bigode

Pode ser simplesmente umha alucinaçom minha, mas depois de  ler esta entrada no Blog Ausente sobre as obsessons pilosas da CIA nom podo deixar de comentar o estarrecedor parecido entre o Hitler sem bigode e H.P. Lovecraft:

Há algo mui inquietante nesses beiços superiores, nesses lábios apertados nesse olhar perdido. Com todo, estamos acostumados a ver a cara de Lovecraft e tentar entrever os retalhos da sua loucura. Mais impenetrável era o rostro dum Hitler, capitalizado por um bigode icónico. Dalgum jeito o bigode hitleriano converteu-se no símbolo do próprio mal nazista -chega com engadir com caneta esse adorno facial para “malignizar” um retrato-  e a sua força estética ocultou essa mirada estranha, perdida, esse gesto triste do genocida. Se calhar com essa pequena franja de sobra na sua cara Hitler é a imagem do mal, mas a sua ausência nom fai perder força ao terror da imagem.

Other Links to this Post