Nom temos nada que fazer lá (II)

Nom colei aquí as cartas que enviei co galho da espantada dos deputados, agora que já tenho umha resposta aquí tedes o enviado.

A quinta-feira mandei esta a todos os representantes:

Escrevo este correio a todos os “representantes” “galegos” no parlamento espanhol como gesto, inútil sei-no, de botar fora toda a carragem que as imagenes da intervençom do voceiro do Bloque Nacionalista Galego no Congresso dos Deputados espanhol no passado 27 de febereiro criarom. ( http://video.google.com/videoplay?docid=-5339441096272983547&hl=es )

O seu comportamento, fugindo da câmara em massa em troques de escuitar o deputado, demostra mais umha vez que o sistema democrático que o Estado Espanhol quere vende é umha andromena. A falta total de respeito por um representante eleito dos cidadans que leva à câmara dos deputados umha proposta sobre un tema real e importante para a vida de muitos galegos da comarca de Ferrol-Terra é um insulto contra a inteligência, a educaçom e os princípios da democrácia. O senhor Francisco Rodríguez é um representante elegido democráticamente tam válido como vostedes, e tenhem a obriga moral, legal e social de estar presentes na câmara e escuitar as suas propostas, sobretodo os diputados que se dim galegos. Vocês: Francisco Xabier Carro, Alberto Fidalgo, Mª Esther Couto, Mª Isabel Salazar, José Blanco, Mª Jose Porteiro, Domingo M. Tabuyo, Antonio Louro, Carmén Marón, Ceferino Diaz, Antonio Erias, Mª. Jesús Amparo Sainz, Arsenio Fernández de Mesa, José Domingo Cipriano Oreiro, Jose Luis Delgado, Ana Belén Vázquez, Armando González, Ana Mª Pastor, Carlos Mantilla, Mº Dolores Pan, Julio Padilla, Joaquin Mª Garcia… Vostedes, que só som galegos três meses antes de cada eleiçom e nunca na língua, na mente, no coraçom, nos anceios e na lealdade; vostedes que com esse comportamento perdem toda a representatividade do povo galego, teriam que renegar das filas duns partidos que escapulem das suas obrigas e cuspem na terra que dim representar.

Os suas acçons levam a agir dum jeito direito a muitos dos que tenhem conhecimento delas: Perdermos a pouca crença na democrácia espanhola e no Estado centralista que se representa no Congresso e no Senado. Até o dia de hoje eu defenra a colaboraçom institucional com Espanha como caminho para a autodeterminaçom da Galiza, logo disto vogarei pola ruptura de toda ligaçom da minha terra com quenes a asobalham e insultam cada dia. Embora nom concordar ao cento per cento coas ideias de Francisco Rodríguez terá sempre o meu apoio e respecto, vostedes nom contaram nem co meu despreçom.

Nunca tiverom o meu voto, agora tenhem a minha oposiçom total.

Assinado.

O servidor automático dos correios do Congresso indicou-me que o correio de Jose Blanco ultrapassara o seu límite de memória e que o prego nom fora entregado… seica Blanco nom mira muito a sua conta, ou nom baleira caixa de correios.

A este prego nom tivem respotas, assim que esta segunda-feira mandei um novo correio electrónico:

Senhores deputados:

Depois do meu correio de protesto contra a indecência do seu comportamento no congresso escapulindo das suas reponsabilidades e que enviei vai quatro dias, surpeendeu-me nom atopar resposta dos senhores deputados.
Suponho que estam mais atarefados criando arremedos e painocas que atendendo às necesidades reais dos cidadans. Mais repito as minhas perguntas:

-Que tinham que fazer tam importante para escapuli às carreirinhas do Congresso em troques de escuitar a intervençom em prol de Navantia do senhor Francisco Rodríguez?
-Justificam o comportamento dos seus grupos parlamentarios, que também abandonarom em massa o lugar?
-Tenhem pensado elevar um protesto às suas organizaçons?
-Tenhem a consciência tranquila e seguem militando em esses partidos que dam as costas, de jeito literal, a Galiza e os galegos?

Nada mais.

Assinado

A única resposta foi a de Maria Salazar (PSOE), que citando o meu primeiro correio diz

( … )

Yo estaba presente acompañada por siete de los diputados gallegos del
PSOE. No me gustan las mentiras y falsear las realidades, le pueden
preguntar al Diputado Sr Rodriguex si es cierto o no. Siempre estoy
presente en los debate y las preguntas de nuestro pais gallego.

E para o outro prego indica:

( … )

no es cierto, se lo puede preguntar al Sr Diputado de BNG

 

Se bem é certo que alguns deputados do PP-PSOE ficarom no lugar (que a outra deputada do BNG marchou) isso nom justifica umha espantada massiva como a que se pode ver no vídeo. O PP-PSOE resume o seu interese na Galiza em deixar quatro ou cinco deputados como testemunhas?

Seica a senhora Salazar nom se molesta em redigir em galego as respostas a dous correios em galego, e que tampouco leu em profundidade as minhas perguntas. Embora se para contestar em galego tem que empregar um traductor como no correio que mandou a maceirax…

Es a terceira carta que contestó, xa que molestoume moitisimo a
manipulación de la informacion que ali atopase, no e verdadeira, eu
estaba no congreso no salon do Pleno como e a miña obriga e teño o
testumoño do Deputado do BNG Sr. Rodriguez, penso que se trata de unha
montaxe interesada

 

Outro que responde, Celso Delgado

Sr. Trigo:
Leo hoxe  a súa mensaxe .
Debo decirlle que estiven presente no hemiciclo nese debate parlamentario
no Congreso sobre Navantia Ferrol. Escoitei todalas inetrvencións, a do
sr. Rodríguez, a do sr. Fernández de Mesa (do meu Grupo)e a do Sr.Carro.
O  PP  defendeu a aprobación da moción, votou a favor desa iniciativa
que había sido días antes tamén votada por unanimidade no Parlamento
Galego.
Ademais de estar presente, antes de votar, falei co Sr. Rodriguez- co
que coincido en multitude de iniciativas a prol de Galicia – e fixen
todo o posible para que saira adiante, incluido falar co meu Grupo para
advertir da posibilidade de ganar a votación e a necesidade de moita
participación na hora da votación (preguntelle a el que o acreditará).
Por certo se quere ver vostedes culpables nesa votación mire o PSOE e
tamen a IU que votaron en contra. (vexa o Diariode Sesións do 27 de
febreiro, nº 235 na páxina congreso.es)
Tamén lle recordo que tamto no debate como no intre de votar o BNG so
estaba representado no hemiciclo no seu 50 % xa que a deputada Sra.
Fernandez Davila non estaba, ainda que supoño tería un motivo para elo.
¿Dirixirá vostede tamen as suas queixas a esta deputada? Agardo que a
próxima vez que vostede escriba un correio calificando de “indecente”
un comprprtamento ou descalificando globalmente a Partidos que como o
Popular de Galicia representan o sentir maioritario dos electores se
informe previamente. Atentamente.Celso Delgado. Deputado por Ourense

E outro que so responde de forma pessoa. Já dixem que contei algum deputado do PPSOE  na câmara, mais a minha queixa vai pola “espantada” geral dos grupos. Note-se que insistem no tema de Davila… e nom perde oportunidade para implemetar o plano geral do PP de… ¡Y la culpa es del PSOE!

Nota: Considero que é lícito publicar estes correios, pois nom som de caracter pessoal. Os deputados som representantes políticos e as suas acçons, mais se o seu agir é fundamental para o futuro de Galiza, e respostas som de público interese.

  • By J. Manuel, Marzo 6, 2007 @ 1:12 p.m.

    Obrigado pola transcriçom dos textos. É de grande interesse comprovar o analfabetismo de algum deputado, como essa Maria Salazar, que infelizmente “representa” Galiza… Suponho que é representativo da mentalidade galegófoba e colonial do seu partido.

  • By odemo, Marzo 6, 2007 @ 1:56 p.m.

    Nom sei que é pior: As dificultades dos nossos deputados coa nossa língua (Nem na Galiza quidam a língua), a sua falta de respeito por outros representantes (Abonda ligar a TV para ver que nem entre os “Partidos espanhois” guardam as formas), o seu pouco interese em contestar, o seu pouco dominio das tecnologias da comunicaçom…

Other Links to this Post