Jornalismo irresponsável: A Antenofobia

 [Entrada escrita em quente, mui em quente]
Por razons da conexom -nom sei que caralho passa- nom podo comentar em Vieiros. E logo de ver esta “nova” é fodido ter que calar. Como podem ser tam irresponsáveis? Para mim vieiros é um media de referência, pero depois desse artigo e dessa publicidade gratuita para os magufos de moda perderom muitíssimos pontos.

O mesmo acontece com ADEGA. Eu admiro o ecologismo, e coido que me  podo considerar ecologista. Porém nom podo secundar umha parvada de tam grande nível, a defesa do ecosistema e o equilibrio na natureza tem senso porque a Ciência amosa que os atentados contra a Terra ponhem em perigo todo o sistema complexo de vida. Pero para sabermos que é um perigo para a natureza precisamos -como em todo- da guia do método científico e da racionalidade. Quando associaçons como ADEGA seguem campanhas como a da ligaçom perdem todo o prestígio e para mim deixam de existir. O seguinte passo é denunciar a “contaminaçom psíquica” criada por um cárcere ou pedir que se alinhe o traçado da cicade coas linhas do chi. Parvadas ningumha!

Tam inconscientes como os ecologistas que nom consultam e que presuponhem que cualquer cousa precedida pola palavra “contaminaçom” é digna de ser defendida som os jornalistas que permitem que afirmaçons analfabetas como essas cheguem às massas. É irresponsável meter medo à gente quando os estudos, a Ciência e o senso comum e a investigaçom demostram que essas pantochadas tenhem base numha procura interesada de benefícios económicos por parte dalguns grupúsculos. A falta de formaçom científica da meirande parte dos trabalhadores dos media tam muita culpa… e para isso tenhem aquí material abondo:

-Informe da Organizaçom Mundial da Saude.

-Informe do UE Scientific Steering Committee

-Outro report da UE

-Informe de AECC, avalado pola OCU e o Colegio Oficialde engenehiros de telecomunicaçons.

-Informaçom dos mueseus científicos corunheses

-E moreas de informes mais.

Que a Ciência demostrara que os efeitos dos campos E-M sobre a saude humana nom som mais perigosos que os da meirande parte dos milheiros “cancerígenos potenciais” que existem -desde o prástico do ordenador onde escreves até a madeira tratada sobre a que estas sentado- nom importa para os magufos que se aproveitam do medo da gente, os ignorantes bem-intencionados que seguem essas parvadas e os jornalistas incultos que dam publicidade…

Nos 70 eram as antenas de AT, nos 80 os microndas, nos 90 os ecrans dos computadores, e agora a wi-fi e os telefones…

  • By Modesto, Xuño 22, 2007 @ 11:51 a.m.

    Recoméndoche que releas a nova e penses seriamente se o medio do que falas está tomando partido polas asociacións das que se informa e se o uso das comiñas está feito adrede ou non. Do mesmo xeito que cando se fala doutro tipo de frikadas, non se lle está a dar promoción. O lector tamén ten que ser unha parte activa da nova, pois senón estariamos a falar de opinión alén da interpretación e contextualización que o xornalista poida facer dos feitos.
    🙂

  • By odemo, Xuño 22, 2007 @ 12:04 p.m.

    Já sei Modesto, arriba de todo indico que a entrada está feita mui em quente. Perdom se o meu tom ofende a alguém, com todo penso que logo de casos como este : http://blogs.elcorreodigital.com/index.php/magonia/2007/06/06/acoso_y_derribo_por_una_antena_de
    Dar publicidade e espaço a reclamaçons que só provocam o alarme social nom é responsável. Dar umha importáncia que nom tem, desde o ponto de vista técnico e científico, a umhas afirmaçons falsas e falsadas é meter medo no corpo de muita gente que nom está formada e coido que essa nom é a intençom de Vieiros. Media que para mim é de referência, já o sabes.

Other Links to this Post