Posts tagged: castelhano

Por falar que nom seja

“La lengua [castelhano] en la que por primera vez se rezó al Dios del Evangelio en esta tierra”
-Jose Luís Rodríguez Zapatero nos Almoços Nacionais de Oraçom em Washington, 04-02-2010

Único comentário: Vai resultar agora que um europeu do século XV pregava em castelhano, e nom em latim. Manda caralho.

Nota: Curiosamente na primeira viagem de Colom nom havia nengum crego. Em contra do que se representa muitas vezes.

Marisol Strike Back!

Internet na casinha! E como mudou R!

Depois dumha instalaçom surpeendentemente rápida já tenho internet instalada na casa! Como no prédio já tinham a rede de R, e estou contente co serviço que tinha na Corunha, contratei com eles. A instalaçom foi rápida e sem obra (normal, é umha casa nova e já tem quase todo posto para o cabo da rede) e passarom menos de 24 horas entre a minha contrataçom e a instalaçom. Isto é a parte boa. A má -que sempre há, já sabem que eu sou um repelente- é que as cousas mudarom muito desde a última vez que tratei com R: Lembro que o pacote de bemvinda da minha primeira instalaçom era mui currinho, com três xícaras mui feitinhas, com aquela promoçom vintage-moderna que tinha R, e que toda a documentaçom estava em galego. O pack agora nom inclue nenhum regalo, e para a minha surpreesa está todo em castelhano! Desde o contrato, até a documentaçom. A revista de programaçóm está “tecnicamente em galego”, isto é, data e índice em galego, mas todo o conteudo da grelha -e as sinopses dos filmes, a maioria dos artigos, etc- está em castelhano. Umha mágoa.

Os nomes do filme no CGAI, em castelhano, como tem que ser

Um amigo que prefire manter o anonimato reparou numha “curiosidade” na programaçom do CGAI e cuido que é comentável.

Reparem, por exemplo, em esta programaçom para o dia 11. Programados  filmes em versom original -CGAI, ninho de modernos- com legendas em galego… mas os nomes dos filmes estám em castelhano. Esse tendência é sistemática, como podemos comprovar no PDF da programaçom. Chega até o ponto de que nas filmografias/biografias dos realizadores que topamos no PDF podemos ler cousas cousas como:

<<[…]incluíndo as dúas mellores adaptacións realizadas sobre a obra de Dickens, Cadenas rotas (1946) e Oliver Twist (1948)- para dar lugar a partir d’El puente sobre el río Kwai (1957) a superproducións de narrativa depurada e procura de perfeccionismo como Lawrence de Arabia (1962), Doctor Zhivago (1965), La hija de Ryan (1970) ou Pasaje a la India (1984) onde a complexidade dos personaxes en medio de conflitos […]>>

Qual é a razom que justifica inserir os nomes dos filmes em castelhano num texto em galego quando estes nom som os nomes originais? Lean dirigiu Great Expectations em 1946, The Bridge on de The River Kwai em 1957,  Ryan’s Daughter em 1970 e A Passage to india no 84… E de seguro que o “Lawrence de Arabia” do texto está implícitamente em castelhano par ao autor, e Doctor Zhivago nom é a versom original. Com todo, esse D’El é poesia castrapeira-isola da boa, boa…

Colonizaçom mental? Noooom….