Posts tagged: espanha

O papanatismo nom conhece límites

Graças ao meu proveedor habitual de notícias, o senhor mourullo, conheço um novo nível de papanatismo monárquico espanhol. Já sabemos que, numha mistura de idolatria e promoçom, muitas instituiçons, fundaçons, prémios, hospitais, ruas, colégios, universidades, pontes e presas lavam o nomem dum membro vivo da Casa de Bourbon. É um usso interessado da convencençom social que fixa as homenagem desse tipo em vida como um feito escepcional pola categoria superior do sujeito. A multiplicaçom dessa homenagem tem o triplo objectivo de adular à casa real, fazer esta omnipresente nas referências diárias dos cidadans e também fixar a ideia de que realmente som dignos dessas honras. Como tantas outras vezes nom é umha consipiraçom, mas umha dinámica sistémica própria da mesquindade política espanhola.

Mas até uha manipulaçom tam cotiá tem momentos que ultrassam o límite do ruído de fondo do papanatismo geral: Seica um dos novos hospitais de Madrid leva por nome Hospital Infanta Sofia.

[Imagem da página web do Hospital]

Um Hospital que leva por nome o da filha menor do herdeiro da coroa espanhola. Umha criança dum ano cujo único mérito na sua curta vida é ser família do monarca reinante, embora o resto dos seus sanguíneos com idénticas e maiores homenagens nom acumulam mais  qualidades nas suas existências menos compridas.  Com só um ano de idade já tem um hospital -e seguro mais cousas- com o seu nomem,  sem ter feito mais nesta vida que nascer como um reposto por se algo impide que a sua irmá -ou um futuro irmam- herde o trono.

Conste que nom me estranho, pois nom é mais umha reviravolta da zugada de bastom régio que fundamenta o estado-farsa espanhol.  Mas… manda caralho!

Ilegalizaçom de ANV e entusiasmo…

Ideia de Brianhabana.

Mondariz contra o galego e Galiza: Correio para Augas de Mondariz

Após ler isto, escrevo e envio isto outro:

Senhores de “Agua de Mondariz”:

Quero expressar-lhes a minha decisom como consumidor de deixar de comprar a sua auga após a sua colaboraçom consciente com umha mais das campanhas de ataque contra a cultura é a única língua galega. Tenham por seguro que também procurarei difundir os complexos e insultos que exprimem entre as minhas amizades e conhecidos, para que procurem evitar o consumo dos seus produtos. Também que promoverei ou suportarei as campanhas que já se organizam para pedir a retirada do distintivo “Galicia Calidade” dos seus produtos.

As razons para esta decisom som de seguro bem conhecidas por vocês: A sua aposta pola campanha anti-galega dos media espanhois. Se bem som muitas as empresas implicadas no nefando documendo de intoxicaçom criado polo “Foro Financiero de Vigo” as suas respostas aos pedidos de rectificaçom da sua actitude demonstrarom que o seu departamento de atençom ao público tem uns preconceito paleolíticos contra a língua da Galiza (E de Portugal, e de Brasil, e dos PALOP….) e que a sua empresa como ente está conscientemente ligada com as possiçons mais antigalegas do rancismo espanhol.

Nom aguardo nem rectificaçom nem resposta.

Fernando Chouzinho, um ex-cliente.

O correio de mondariz é: info@aguasdemondariz.com