santiago – O demo me leve http://odemo.blogaliza.org "Si eu fixen tal mundo, que o demo me leve" Mon, 16 Apr 2012 18:11:04 +0000 gl-ES hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.1 «Como veo que no sabes hablar español, no me interesa. Gracias» Discriminaçom Galegófoba em Base (Compostela) http://odemo.blogaliza.org/2009/07/15/%c2%abcomo-veo-que-no-sabes-hablar-espanol-no-me-interesa-gracias%c2%bb-discrimnacom-galegofoba-em-base-compostela/ http://odemo.blogaliza.org/2009/07/15/%c2%abcomo-veo-que-no-sabes-hablar-espanol-no-me-interesa-gracias%c2%bb-discrimnacom-galegofoba-em-base-compostela/#comments Wed, 15 Jul 2009 12:00:04 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1450 Podedes ler no PGL o último caso de discriminaçom por mor da língua. Poderia-se argumentar muito contra a actitude da responsável de quadro de pessoal da franquia de Base em Compostela. De base que os únicos bilingues reais neste país som os galegofalantes, os únicos que por força tenhem que aprender e empregar um idioma alheio na sua própria terra. Mas o tempo do diálogo passou, cumpre agir. Ainda que seja algo tam singelo como um correio, umha actitude de protesto, um boicote pessoa, umha difussom desta informaçom. Uno-me a Sechu com este correio enviado a: centro@base.net e
marketing@base.net . Claro está, riscando Base dos lugares onde poderia comprar.

Bo dia:

Escrevo como cidadam indignado ao ter notícia dumha discriminaçom em funçom de língua num dos seus estabelecimentos.

Informam os media que a encarregada de contrataçom na franquia sita no centro comercial Área Central de Santiago de Compostela, considerou nom válida para o trabalho ofertado a umha solicitante por esta ter empregado o galego em todo momento. Agravando-se a situaçom pola carência de modais da sua empregada que afirmou: «Como veo que no sabes hablar español, no me interesa. Gracias».

Como falante da única língua própria do país nom podo fazer outra cousa que empatizar com a pessoa que sofreu esta discriminaçom e agir em consequência. Dado que o emprego do galego para a comunicaçom parece ser um problema para a contrataçom na sua empresa suponho que também o será na relaçom com os seus clientes. Como consumidor absterei-me entom de comprar-lhes nada, e procurarei informar a todo o meu círculo de conhecidos da sua atitude, assim como difundir este caso por todos os médios.

Sem aguardar nenhumha rectificaçom pola sua parte, despido-me.

Fernando Trigo Chouzinho

Unide-vos!

]]>
http://odemo.blogaliza.org/2009/07/15/%c2%abcomo-veo-que-no-sabes-hablar-espanol-no-me-interesa-gracias%c2%bb-discrimnacom-galegofoba-em-base-compostela/feed/ 4
Furor sexual, optimismo pouco realista ou tempos de crise? http://odemo.blogaliza.org/2008/12/08/furor-sexual-optimismo-pouco-realista-ou-tempos-de-crise/ http://odemo.blogaliza.org/2008/12/08/furor-sexual-optimismo-pouco-realista-ou-tempos-de-crise/#comments Mon, 08 Dec 2008 12:00:35 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=1072 Há dias passou umha cousa que sementou umha dúvida na minha cabeça e este sábado a repetiçom do mesmo feito confirmou a existência desse “mistério”.

Na Gentalha do Pichel temos uns preservativos dos que reparte Aturuxo e que levam um envoltório nosso de cartom com “vocabulário sexual” (beijo, lamber, apalpar, vir-se…). Também temos uns envelopes mais grandes, também de Aturuxo, com um pequeno “kit”: um preservativo, umha mostra de lubrificante e umha telinha para sexo oral. Todo isso está em cuncas repartidas por todo o local, para quem quiger. Umha otra ideia para normalizar a nossa língua, e cuidado da saude.

O curioso é que há duas semanas, coincidindo coa ceia de celebraçom do Manifesto Nazonalista de Lugo, a totalidade dos preservativos desaparecerom! E eram um monte deles! Este sábado tivemos o concerto do Foro Social Galego e a situaçom foi o mesmo: Ficarom duas camisinhas! Já sei que é normal, que para isso estám, que melhor que os colham que nom mas… é demasiado rápido e demasiados condos! Pessoalmente tenho três opçons para esplicar isto:

Algo passa que nesta cidade a gente tem um furor sexual as sextas e os sábados: A gente levou-nos porque nesta cidade fode-se muito. Álcool, frio invernal, locais propícios…

-A gente gosta das cousas de balde: Nom importa que nom tenham muitas esperanças nem oportunidade de usar os preservativos.  É algo que nom custa quartos, e nestas épocas de crise a gente tenta poucar.

-A gente é mui optimista e pouco realista: A minha teoria. A gente as sextas e os sábados pola noite fai umha sobrevaloraçom das suas possibilidades de  sucesso na “caça”. O clássico “hoje pilho seguro”.

]]>
http://odemo.blogaliza.org/2008/12/08/furor-sexual-optimismo-pouco-realista-ou-tempos-de-crise/feed/ 4
Que delícia as festas do bairro do Espirito Santo! http://odemo.blogaliza.org/2008/09/07/que-delicia-as-festas-do-bairro-do-espirito-santo/ Sun, 07 Sep 2008 14:36:57 +0000 http://odemo.blogaliza.org/?p=844 Vidas e Milagres” de Fer.

Quanto gozei nas festas do bairro de do Espírito Santo! Um dez para a organizaçom!

E um dez para mim para manter o rimo dumha grei de bêbados – bêbados, mas mui riquinhos- co baile no corpo. Em circunstáncias coma essa sempre lembro dum artigo de Isaac Asimov no que como introduçom para um comentário sobre as propriedades divergentes da auga falava da sua condiçom de abstémio e de como  com o adequado estado mental um pode estar tam bibitu como o que já carregou alguns copos.

A gente da Associaçom de Vizinhos das Marias e os da Gentalha do Pichel som uns soletes,  e os próprios vizinhos do bairro- num 99%-.  O ambiénte foi umha delícia, a pachas pola boa organizaçom e a boa gente que acudiu. E como eu vivo num bairro que está tecnicamente morto -Pontepedrinha- tenho até inveja dessa paisagem humana!. Até para arrumar e limpar um pouco a rua após a festa -às 5 da manhá!- a gente ajudou!

Cuido que a parte mais surrealista foi a hora que passei trás o balcom da festa, a ponher bebidas co senhor OXirarei, numha imitaçom enxebre dumha película mui dos oitenta. Agora já sei tirar as canhas! Todo um mérito num abstémio coma mim! A cousa nom rematou mal, foi coma um “Bar Raposo”: Como o Bar Coyote mas mais nosso. Também no “arrebato” do mini-Zeitgeist da festa fixem algo que prometim nom fazer nunca: Bailar a versom “disco” da minha cançom favorita. Porém, o mais divertido de todo foi fazer um pouco de Celestina – como os adolescentes-  entre um bom homem é umha rapariga que-me-encanta. Boa pessoa que sou.

Bom, a festa já rematou e agora chega o momento do mantra e fixar a vista nos apontamentos. Assim que…

It is by will alone I set my mind in motion.
It is by the juice of Sapho that thoughts acquire speed, the lips acquire stains, the stains become a warning.
It is by will alone I set my mind in motion..

#

P.S.: Sempre que procuro o vídeo da exclente interpretaçom de Brad Dourif do mentat Sádico Peter De Vries a recitar o mantra dos Mentat topo com este engraçado anúncio dumha canle de Sci-Fi americana. Que grande!

A escuitar: Voglio Vederti danzare, Franco Battiao.

Mas a boa, claro.

]]>