Posts tagged: tetas

tetasdigitais.com: Peitos ao vento!

Reflexom: Entre as muitas categorias que podemos fazer com os diários digitais, ou com versom digital,  cuido que existe umha dual mui determinante: Se empregam ou nom tetas para ter mais visitas.

E até hoje nom reparara em que xornal.com -presentado agora como a versom digital do Xornal de Galicia, ou o que é o mesmo, a versom deste último sem os artigos em galego- é do primeiro tipo:

[Tetas digitais dumha que se chama Gisela em Xornal.com]

Asssim entra no mesmo grupo que outros grandes diários do estado espanhol como Minuto Digital ou Periodista Digital...

[Minuto Digital]

[Periodista digital]

Duas ferramentas para a autodeterminaçom nacional que os kosovares esquecem

Todos estamos observando as polémicas criadas após a autodeterminaçom do povo albano-kosovar. Nom discutirei aquí sobre o transfondo político, social e étnico do processo, e sobre o exemplo direito que pode ser para as naçons sem estado da Europa. Só quero que reparem nas dificultades que tem o novo estado con alguns paises que se negam a reconhecer a sua declaraçom de independência dumha Serbia que os assassaniou a milheiros. Por outra banda um estado também da ex-Iugolavia como Montenegro tivo um processo de autodeterminaçom -com um referendo como o de Kosovo- muito mais rápido e singelo. Já sei muitos analistas poderám indicar centos de variáveis e diferenças entra as duas naçons e no decurso do seu plano de criaçom nacional, mas eu considero que um dos factores determinantes é a publicidade. Sim, a publicidade, e o jeito em que foi fixado em imagens o procedimento de separaçom de Sérbia. Porque a imagem da independência Montenegrina é esta, e nela está um dos factores principais que impulsarom o seu sucesso:

Tetas.

Sim senhores, os peitos pro-independência no referendo Montenegrino fixerom mais que toda a legalidade internacional. Senhoras nom me berrem, que sabem que é certo. Que a imagem que temos todos das celebraçons da independência de Crna Gora é a destas bem alimentadas raparigas mui animadas cos resultados postivos do referendo. Assim que os kosovares já podem aprender, menos homens com bigode e sombreiro de lã e mais kosovares gostosas. E se tenhem umha religiom -a maiora som muçulmans- que considera o corpo da mulher ou do homem algo malvado que nom se pode ensinar e pôm empecilhos a esta proposta, eis umha outra demostraçom de que as religions som apenas um impedimento para a liberdade pessoal e colectiva.

E desde este humilde blog advogo como sempre porque todos ponhamos as nossas melhores ferramentas em prol da soberania na nossa naçom. E igual que a rumba é um caminho, como bem indicam os rumbeiros independentistas, os peitos das nossas mais patriotas também (E os corpos perfilados dos galegos de pro, mas de estes temos poucos, cousas da dieta). Calendários de espidos -artísticos- nos Centros Sociais, mais carne nos cartazes para delícia dos adolescentes na procura de ideias, e sem prescindirmos do kuffiya (agora está mui na moda) podemos renovar o vestiario, nom? E se tenhem umha religiom que considera o corpo da mulher ou do homem algo malvado que nom se pode ensinar e pôm empecilhos a esta proposta, eis umha outra demostraçom de que as religions som apenas um impedimento para a liberdade pessoal e colectiva.

[Este é o primeiro post no que emprego os tags]

[Tenho um cento de visitas desde arroutadas, graças por me chamar sipaio espanholista 😉 ]

Nota: A ideia calhou!